segunda-feira, janeiro 30, 2006

Hillary Rodham Clinton


Já se começa a falar de presidenciais nos EUA, apesar destas serem apenas em 2008. São as intercalares a permitirem já o aquecer dos motores.

Hillary é a minha candidata! Estou a torcer por ela! Pelos motivos muito bem explanados no Bichos-Carpinteiros por Medeiros Ferreira: http://bichos-carpinteiros.blogspot.com/

Esperança média de vida da Mulher Aranha: 82 anos e sempre a aumentar


Artigo na Secção "Forum" do Le Monde online de 28/01/2006:

"Jean-Claude Ameisen,

Demain, la ménopause pourrait survenir à 65 ans


Jean-Claude Ameisen est professeur d'immunologie à l'université Paris-VII et à l'hôpital Bichat, président du comité d'éthique de l'Inserm.

En 2025, les centenaires feront-ils tous leur jogging matinal ?
Peut-être pas, mais ils seront probablement beaucoup plus nombreux, et en bien meilleure forme qu'aujourd'hui. Du moins pour la frange la plus privilégiée de la population mondiale, c'est-à-dire les riches dans les pays développés. L'augmentation de la longévité est en effet essentiellement due à l'amélioration de la qualité des conditions de vie.

Jusqu'où pourra-t-on repousser les limites de la vie ?
L'augmentation de la durée moyenne de la vie a d'abord été liée à la réduction de la mortalité infantile : jusqu'au milieu du XXe siècle, c'était l'espérance de vie à la naissance qui augmentait. Depuis les années 1950, c'est l'espérance de vie des adultes qui augmente. (...) Il est en effet possible d'augmenter de façon expérimentale la longévité d'environ 30 % chez de nombreuses espèces. Comme si chez l'homme, l'espérance moyenne de vie passait de 80 à 125 ans et la longévité maximale de 122 ans (l'âge auquel est morte Jeanne Calment) à 160 ans !

Comment parvient-on à prolonger la vie de ces animaux ?
En diminuant leur quantité de nourriture quotidienne, c'est-à-dire leur apport calorique. On sait depuis les années 1930 qu'en réduisant de 30 % à 40 % la ration alimentaire d'un rat, sans, bien sûr, provoquer une malnutrition, on prolonge sa durée de vie de 30 % à 50 %(...). C'est les progrès de la génétique, au début des années 1990, qui ont relancé l'intérêt pour la biologie du vieillissement(...).

De tels résultats sont-ils applicables à l'homme ?
Probablement. Avec des conséquences d'autant plus prometteuses que c'est le vieillissement lui-même qui serait retardé. Ces animaux, en effet, ne vivent pas plus longtemps leur vieillesse : ils restent plus longtemps jeunes et souvent féconds. (...) La ménopause pourrait alors survenir à 65 ans, et les maladies du grand âge à 100 ans...

Faudra-t-il donc prendre des médicaments pour rester jeune plus longtemps ?
L'approche médicale est une des voies possibles. Mais on peut également décider de modifier nos modes de vie. Ce choix est un peu du même ordre que pour l'obésité(...).

Quels changements de mentalité cela va-t-il impliquer ?
Un centenaire, même en bonne santé, est plus fragile qu'un adulte de vingt ans. L'enjeu essentiel est d'intégrer véritablement les personnes âgées dans la réalité sociale. De la même façon que les cellules de notre corps vivent mieux et plus longtemps quand elles sont solidaires les unes des autres, la qualité du lien social influe fortement sur la qualité de notre vie. On ne se sent jamais bien quand on est seul, oublié de tous(...).


Propos recueillis par Catherine Vincent"


Link do artigo na íntegra no Le Monde:http://www.lemonde.fr/web/imprimer_element/0,40-0@2-3244,50-735507,0.html

Me and you and everyone you know


Ontem fui ver este filme. Recomendo vivamente. Por vezes estranho, mas sempre ternamente humano. Fresco, obscuro, diferente, actual, simples e complexo. Como nós. Quando saí com A. sentimo-nos leves e felizes. Só por isso valeu a pena. A minha cena preferida: um banco de jardim. Sentados estão uma mulher vestida como uma executiva e um menino mestiço de 6 anos. Apesar das aparências têm a mesma idade afectiva. Se quiseres saber porquê ,vai ver o filme )) <> ((

Link do site oficial do filme: http://www.meandyoumovie.be/

Ontem foi assim...


Não deixo de olhar para esta imagem, parece o negativo daquilo que durante anos foi o jardim dos meus pais. Ver a neve cair desperta sempre a criança que há em mim, por muitos anos que viva :-)

quarta-feira, janeiro 25, 2006

Confucianismo


Voltei na Segunda-feira de Portugal onde fui votar.
Depois de todas as análises feitas ao estado do país e a razão de ser do resultado das eleições encontrei um artigo na revista "Manière de Voir" de Fevereiro-Março sobre a China e em particular sobre Confúcio. Confúcio foi na segunda metade da sua vida (551-479 AC) um mestre, um professor rodeado de discípulos a quem transmitiu os seus ensinamentos, constantes duma obra intitulada: Entretiens (Lunvyu). Confúcio era misógino como a esmagadora maioria dos sábios que os séculos nos deixaram, transmitiu ainda assim uma mensagem bastante humanista aos homens que dirigem um país.

Para Confúcio a natureza do homem é boa e pode ser infinitamente aperfeiçoada através de ensinamentos e do exemplo dos "homens de bem" os junzi que ele tem de formar. O bom soberano é um homem de bem cujo poder assenta na virtude, não se impõe pela força, desenvolve sim a harmonia entre os seres humanos e o seu meio-ambiente respeitando os ritos e a ordem social.

Não consordo naturalmente com todas as suas ideias, afinal viveu entre 551 e 479 AC, porém a maioria dos seus ensinamentos continuam pertinentes.

Veja-se esta passagem de um diálogo entre o Mestre e um dos seus discípulos Zigong (Entretiens , XII,7):

"Zigong-O que é governar?
O Mestre-É assegurar que o povo dispõe de víveres e de armas suficientes e garantir a sua confiança.
Zigong-E se for necessário abrir mão de uma dessas três coisas, qual delas deverá ser?
O Mestre-As armas.
Zigong-E das duas outras que ficam, qual poderá faltar?
O Mestre-Os víveres. Desde sempre que os homens estiveram sujeitos à morte. Mas um povo sem confiança não sobrevive."
Este diálogo interpelou-me ocupada que estava com ilacções sobre a vitória de Cavaco Silva nas eleições, depois de me ter parecido uma candidatura sem ideias, de um homem que associo a autoritarismo e tecnocracia que pouco pode servir no lugar de Presidente da República. Mas o povo pronunciou-se e é soberano. Acatei de imediato a sua decisão porque respeitarei sempre o resultado de eleições num estado democrático. Mas afinal, não será a promessa de confiança que levou muitos portugueses a votarem em Cavaco Silva? Com razão ou sem ela, 50,6% dos portugueses escolheu a sobrevivência optando por escolher quem lhes transmitia uma maior confiança neles, como disse, com ou sem razão. Durão Barroso (do mesmo partido) minou essa confiança num acto de irresponsabilidade e leviandade ("Portugal está de tanga") . Demosntrou conhecer mal os portugueses e em geral o ser humano que antes de qualquer acção precisa de confiança em si próprio. Ou talvez tenha demonstrado que estava disposto a pagar esse preço para chegar onde queria, quem viver verá...
Seja como for, Cavaco Silva será a partir de Março o meu/nosso Presidente. Só posso desejar que faça um bom trabalho para o bem de todos nós. Não acredito que perturbe ostensivamente a acção, ela sim, governativa do executivo. Mas também nada garante que a coabitação seja pacífica. Não será nas medidas mais impopulares do governo que Cavaco defenderá a insatisfação da população, a menos que seja para pedir mais e ser mais radical (vide:idade da reforma, flexibilização do mercado de trabalho etc...).
Concluo com palavras de Confúcio, espero que inspirem quem nos governa e preside:
"O homem de bem conhece a justiça, é imparcial e almeja o universal enquanto o "homem de pouco" só conhece o lucro, ignora o universal e acantona-se no seu sectarismo".

quarta-feira, janeiro 18, 2006

Alimentação consciente


De acordo com a FAO 8% dos stocks das espécies de peixe comerciais estão esgotados e 75% dos recursos de uma maneira geral são alvo de pesca excessiva. A título de exemplo o bacalhau do mar do Norte já desapareceu praticamente para desespero de dezenas de milhares de pescadores. Perto das nossas costas (europeias) os stocks de badejo cairam a pique, diminuiram em mais de 70%.

É possível fazer alguma coisa. A associação britânica "Sustain" elaborou uma lista de peixes cuja pesca é " sustentável" (oriundos da pesca ou da aquicultura e não contaminados) ainda por cima ricos em Omega3. Alguns exemplos aí citados: o do arenque do Atlântico, a sardinha, o Bonito-listado(atum), o atum albacora, o bacalhau do Pacífico, o robalo branco, o robalo de aquicultura, o linguado, o alabote do Alasca e o do Pacífico, salmonetes, o pregado.

É possível contribuir para uma pesca sustentável ou seja que dure e respeite o ambiente, consumindo de maneira consciente. Afinal, só se pesca o que se vende.

Link da associação: http://www.sustain.org/

IV Primavera-Verão 2006,a Mulher Aranha vai vestir:

























O estilo globe-trotter mas com muito charme, claro;-)

Design em português

O arquitecto Carvalho Araújo, com atelier em Braga, recebeu um dos prémios Good Design 2005 atribuído pelo Chicago Athenaeum, Museu de Arquitectura e Design. Foi premiada a linha de sanitários W/CA desenhada por Carvalho Araújo para a empresa portuguesa Sanindusa. O Good Design é atribuído anualmente e é considerado o mais antigo prémio mundial de design.
A fonte de inspiração do projecto premiado foram tubos dos sistemas de canalização, os que se encontram ocultos na parede. A mesma linha de design já tinha sido premiada pelo Design Plus do german Design Council.




O ano passado já a Universidade de Aveiro tinha sido galardoada com um prémio Good Design com o projecto da ferragem de porta Techno Bionic "A" (que já tinha sido finalista do IF Design Award de Hannover 2004). Carlos Aguiar tinha-se distinguido na categoria hardware/ferramentas, graças à inovação, forma, material, construção, concepção, funcionalidade, utilidade e estética apresentadas pelo objecto.






Link empresa de sanitários Sanindusa: http://www.sanindusa.pt/#

A Mulher Aranha concorda com...

Obviamente Mário Soares e Socialistas por governos paritários.

Estes são os títulos de dois posts da Ana Gomes no blog Causa Nossa que eu subscrevo na íntegra. Porque ela tão bem diz aquilo que eu também penso, aqui fica o link para a página do blog em que eles se encontram(posts de Terça-feria 17/01):
http://causa-nossa.blogspot.com/

terça-feira, janeiro 17, 2006

Adoptar uma árvore :-)

Esta é uma iniciativa da associação "Commerce équitable" em parceria com o WWF e o IBAMA (Instituto brasileiro do desenvolvimento). Por apenas alguns euros recebe-se o certificado de adopção com a localização GPS da Copaiba, da Inga ou do Mogno que se adoptou. A árvore que escolhemos é primeiro cultivada num viveiro e mais tarde plantada num terreno estatal que se encontre desflorestado. Este projecto já permitiu a replantação de 10 000 árvores no Estado do Pára, no Brasil. Através do comércio justo tem também permitido uma vida digna a 40 famílias que passaram a receber uma remuneração pela plantação e exploraçao dos frutos.

Contacto (França): 0033(0)1 55 97 04 92

sexta-feira, janeiro 13, 2006

Por quem os cucos cantam.


Sexta-feira 13/01/2006,

Diário,não sei o que se passou hoje comigo.Pensei que o chamamento ancestral para a hibernação tinha soado a sua hora. Eu explico.
Como sabes não trabalho todos os dias. Sou Mulher Aranha, trabalho consoante a planificação que o serviço onde trabalho faz das minhas missões.Isto de trepar arranha-céus,vencer vilões, ler o pensamento alheio, por vezes a velocidades halucinantes e sobre assuntos que não lembram ao menino Jesus, não nos afasta muito da insanidade(embora muitas pessoas para quem trabalho gostem de pensar que o pessoal podia ainda, escrever uns textos, servir uns cafés e porque não trabalhar 10h seguidas, mas isso é outra história). Para que ela se mantenha mais ou menos à distância aconselhada de 0.5 metro,estamos limitados a um X número de missões por semana. Quando não trabalho estou "de permanência".No entanto,o estar de permanência não é porta aberta para me pirar daqui para paragens mais solarengas.Não. Tenho de estar contactável das 08h30 até às 17h através do telemóvel. E pensavas tu, caro dário, que o trabalho de mulher aranha não tinha horários,ah, enganas-te!

Assim,passava pouco das 8h30 estava eu em casa lendo a Marie Claire do mês de Fevereiro (eu sei, ficava mais intelectual dizer o Nouvel Obs, que tenho na mesinha de cabeceira de castigo enquanto não acabo de ler a M-C, mas esta é que é a verdade).Na onda zen que nos levou, a mim e ao Sr.A,a comprar um rádio despertador com MP3 onde colocámos música de meditação, lia eu a minha revista e meditava com a música. Lá pelas 10h, zás, fui assolada por um sono irresístivel.Os sonhos sucederam-se de forma turbulenta. Sei que tentava andar mas não conseguia, procurava alguém e o corpo pesava uma tonelada. De repente, numa corrida de cavalos, o miúdo ao meu lado desata a tocar como um telemóvel e depois,para espanto meu, começa a cantar como um cuco. Era um perfeito cuco. Eu olhava-o e pensava, que magnífico timbre de cuco tem este miúdo, é tal e qual um cuco. Impressionante!O torpor ineluctável que sentia começou a dissipar-se. Aos poucos os olhos abriram-se e fiquei minutos infindáveis a tentar mexer um braço. Quando finalmente me sentei era 12h30, o telemóvel tinha tocado, era T. (felizmente não fora do trabalho) e o rádio-despertador Mp3 Zen e o diabo a quatro tocava nesse momento sons da natureza de onde se destacava com límpida nitidez...um cuco.

III Primavera-Verão 2006, a Mulher Aranha vai vestir:


Sensualidade em tons de areia para os dias quentes do Estio.

II Primavera-Verão 2006, A mulher Aranha vai vestir:



Branco e Preto, sempre.

I Primavera-Verão 2006, A mulher Aranha vai vestir:





Os " Sixties".Pop, côres fortes, formas abstractas, sim,sim,sim!

(fotos in Marie-Claire francesa 02/2006)

quinta-feira, janeiro 12, 2006

1ª tentativa de levar a Mulher Aranha às compras

Hello Mr A.



...amanhã começa o meu fim-de-semana...

quarta-feira, janeiro 11, 2006

Parabéns C. !


Para a minha querida amiga C. que faz hoje 33 anos.

"...Não é pedra nem espessura.
É juventude. Juventude ou claridade.
É um azul puríssimo,propagado,
isento de peso e crueldade"

In poema "Juventude" de Eugénio de Andrade.

Afinal é possível!

"Nous sommes très contents de la Finlande, de la Suède et du Danemark", a affirmé le commissaire européen aux affaires économiques et monétaires, Joaquin Almunia, en présentant, mercredi 11 janvier, l'évaluation de la Commission sur les programmes économiques à moyen terme de ces trois pays. "Ils peuvent affronter l'avenir à partir d'une situation très positive. Ils ont lancé des réformes et établi des mécanismes de contrôle de l'évolution des finances publiques. Ils peuvent être considérés comme de bons exemples par d'autres pays", a-t-il fait remarquer.

Il est vrai que les performances de la Finlande, qui fait partie de la zone euro, comme du Danemark et de la Suède, qui ont choisi de rester à l'écart, ont de quoi faire pâlir les autres pays de la zone euro. Alors que douze membres de l'UE sont en situation de déficit supérieur à 3 % du PIB (cinq dans la zone euro et sept en dehors), les pays nordiques connaissent des surplus budgétaires allant jusqu'à 3,6 % du PIB pour le Danemark en 2005. Leur dette est faible et leur croissance est "bien supérieure à la moyenne européenne", souligne le commissaire européen aux affaires économiques et monétaire.

Ces pays réduisent leurs impôts tout en parvenant à maintenir une protection sociale extrêmement forte pour leurs citoyens. Une situation qui a évolué au fil des années : dans les années 1990, la Finlande et la Suède ont connu des conditions économiques plus difficiles que les autres pays européens. Mais leurs gouvernements ont mené des réformes de leurs systèmes des retraites et de santé qui, selon la Commission, ont permis d'anticiper le vieillissement de la population. En outre, ces pays ont réussi à préserver leur modèle social de répartition. Les Nordiques "ont trouvé une bonne combinaison de réformes structurelles, en maintenant un haut niveau de protection sociale mais en permettant au marché de fonctionner librement, avec une vraie concurrence", a analysé M. Almunia."

in "Le Monde",11-01-2006
Links:
http://www.lemonde.fr/web/article/0,1-0@2-3214,36-729829@51-696213,0.html
http://www.lemonde.fr/web/article/0,1-0@2-3214,36-729839@51-696213,0.html

Hoje não


O dia de hoje em nada lembra a Primavera. Está cinzento, húmido. As nuvens desceram à terra e embrulham-nos num desconforto. A luz dos candeeiros parece pairar sózinha isolada que está dos postes pelo nevoeiro. Penso na Primavera, na de há 32 ou 33 anos atrás. Por causa dela,hoje devia sair e aproveitar os saldos para comprar prendas de aniversário. São várias as amigas que fazem anos nesta altura. Mas só de pensar na confusão. Só de pensar em pôr um pé de fora...não, não será hoje. Hoje a mulher aranha sente-se mais catwoman borralheira. Também tenho os meus dias...

terça-feira, janeiro 10, 2006

Some like it hot ;-)

A. e eu gostasmos de cozinhar juntos e gostamos dos pratos picantes, bem picantes.
Para hoje à noite preparámos um prato de frango com tabasco. A sopa é já um clássico nosso.

Aqui fica a ementa e respectivas receitas:

Sopa de Inverno:
250 ml de caldo de galinha ou de legumes(bio),
1/2 de uma lata de tomate pelado,
2 cenouras cortadas às rodelas ,
1 cebola picada,
75g de batatas cortadas aos cubos,
50g de abóbora cortada aos pedaços
Piri-piri.

Deitar tudo numa panela e deixar ferver. Tapar e deixar em lume brando durante 20 a 30 min. Fazer um puré com a varinha mágica. Condimentar com piri-piri a gosto.Sal não é necessário pois o caldo de galinha já tem sal suficiente.



Frango com tomate e coentros

15g de manteiga (ou azeite);
2 peitos de frango;
225g de batatas pequeninas;
1 colher de sopa de coentros picados;
1 colher de sopa de cuminhos,
150ml de caldo de galinha;
375g de tomate maduro cortado em quatro;
Um cheirinho(ou um cheirão) de Tabasco;
Sumo de 1 limão;
1 mão cheia de coentros lavados.

Derreter a manteiga ou aquecer o azeite numa panela larga. Acrescentar o frango cortado aos pedaços e as batatas e mexer em lume médio durante 5-7 min. até o frango ficar dourado. Acrescentar os condimentos e deixar ao lume mais 1 minuto.

Deitar o caldo de galinha e deixar cozinhar com a panela tapada durante 10 minutos até as batatas estarem cozidas. Destapar nos últimos 3 minutos. Acrescentar o tomate e deixar cozer em lume médio durante 5 minutos, mexendo de vez em quando.

Temperar e acrescentar um cheirinho de Tabasco. Deitar o sumo de um limão e polvilhar com folhas de coentros. Servir quente.

A cidadania da mulher aranha

Estou em Bruxelas, mas Sexta-feira regresso a Portugal. Vou votar. Os sorrisos de escárnio perante esta afirmação têm sido alguns . Os mesmos de quem se queixa que Portugal está sempre na mesma e nunca muda. Para mim um país é um colectivo composto por vários indivíduos. Eu assumo o meu papel de indivíduo que contribui para a evolução do todo. Por isso, reciclo o lixo, medicamentos, pilhas, jornais e garrafas. Aproveito o que de melhor há no meu país (azeite, vinho,sal, sapatos, peixe,queijos, culinária,tapetes,design, autores de literatura a título de exemplo) consumo e divulgo,não por ser português pois não acredito em patriotismos estéreis e saloios,mas porque estes bens são de facto muito bons. Tenho uma atitude cívica, na rua, na estrada, em casa. Pago os impostos municipais( os outros ficam retidos na fonte).Recuso fórmulas que comecem por Dª e afins e não trato ninguém por esse epíteto a menos que seja um/a médico/a.
E voto. Porque pode parecer fácil e sem importância mas não poder fazê-lo é muito pior .E é num ápice que se perde esse direito. Ao votar participo e sinto-me legitimada para felicitar ou responsabilizar quem governa.

Porque a mulher aranha se assume plenamente como animal político.

Como era o gorila...

King Kong.
Aspectos positivos: Efeitos especiais espectaculares, o gorila e toda a bicharada parecem reais, é impressionante.

Quanto ao resto, a história do costume: o selvagem Vs. a civilização, a bela vs. o monstro (embora quantas vezes o monstro mata a bela, na vida real, mas isso são histórias de violência doméstica, sem efeitos especiais);A cupidez Vs. a inocência,blá,blá,blá.

Continua a não ser o meu género de filme.

segunda-feira, janeiro 09, 2006

Hoje a mulher aranha despertou para uma manhã clara

"É urgente o amor.
É urgente inventar a alegria,
multiplicar os beijos,as searas,
é urgente descobrir rosas e rios
e manhãs claras."

(Eugénio de Andrade)

Boa Segunda-feira!

domingo, janeiro 08, 2006

Não consegui escapar ao gorila,help!!

Ontem fomos ver "O fiel jardineiro". Não posso dizer que tenha sido fruto apenas da minha insistência, A. também tinha lido o livro e estava interessado no filme. Hoje aceitei ir ver o
King Kong que não é lá das minhas predilecções. Logo voltarei ao diário para contar como se pode olhar para um gorila gingantesco durante quase três horas.

Site do filme: http://www.kingkongmovie.com/

Em duas semanas se perdem três meses de árduo trabalho...

Hoje às 12h00 o Sr A. e eu fomos a uma aula de Body Attack. O nome não podia ter sido mais bem escolhido. O corpinho sente-se de facto atacado sem perdão e tenta , em vão, convencer a razão a fazer as pazes. A razão estava bastante determinada pelo que ficámos até ao fim ( a duras penas). A mesma aula que há duas semanas se fazia com uma perna às costas foi hoje pontuada por esgares, caretas de sofrimento e movimentos que mais pareciam os do professor em camera lenta. Uff! No fim, a recompensa dos heróis foi uma sensação de bem estar que dura até agora. Claro que isto é uma droga, mas sem contra-indicações. Posso dizer que deixámos o saudável regime natalício e voltámos à dependência do ginásio;-) Welcome back!

Boa noite ao primeiro dia de Blog da Mulher Aranha

Vou vestir o meu fato da noite e lançar-me à aventura na cidade imaginária de Vale de ... lençóis.
Bons sonhos

The Constant Gardener / O Fiel Jardineiro


Acabámos de chegar do cinema, fomos ver o filme "O Fiel Jardineiro". Adorei! Fiquei de poucas conversas logo a seguir ao filme, o que me acontece sempre que vejo um filme de que gosto. É porque ainda lá estou, dentro do filme.
Foi no seguimento duma referência feita no Le Monde Diplomatique que decidi comprar o livro "The Constant Gardener " de John Le Carré. Nunca tinha lido nada dele apesar de ser conhecido. Hoje à noite, eu e o Sr A. (meu homem querido) fomos ver a adaptação para o cinema feita por Fernando Meireles.
O filme consegue ser fiel ao livro não apenas pela fidelidade à trama e à atmosfera, mas por ter uma estética e forma perfeitas. John Le Carré é um excelente escritor que escreve magistralmente sobre os meandros da vida diplomática, das relações internacionais, enfim, dos podres não confessados deste mundo. Fernando Meireles, fiel à sua estética e narrativa, faz a mesma coisa.

O filme passa-se sobretudo em África, mais precisamente em Nairobi,Quénia. Aparece-nos África como imagino que seja, colorida,ardente,com cidades de lata, cheias de gente atarefada e desocupada, muitas crianças, muito lixo, muita pobreza, muitos sorrisos e amabilidade. Suor,desalinho,violência e vidas a soldo. Horizontes largos com a morte ao lado. Os animais,a natureza, a vida dos africanos que continuam a levá-la como podem. Os actores não aparecem sempre maquilhados, perfeitos, perfumados e apaixonados. Transpiram,têem olheiras e vestem-se para o calor. O contraste com a vida dos brancos e em geral da classe dirigente/priveligiada é enorme. O contraste com a Europa também. Não só na forma de vestir, falar mas também na obstinação que Tessa tem de querer mudar tudo quando ela quer e porque acha que é capaz.

Fica-me a sensação incómoda de saber o que vi e não saber o que fazer para mudar esta realidade. O próprio John Le Carré o disse, a realidade é muito pior do que a ficção que escreveu. Bastará o alertar das consciências, a divulgação? Não deixaremos de ir à farmácia comprar medicamentos que poderão ter sido testados em populações sem direito à dignidade. Será que posso fazer alguma coisa?

Site oficial do filme: http://www.theconstantgardener.com/

sábado, janeiro 07, 2006

Faz frio lá fora, mas ainda assim, uma mulher aranha tem de se vestir, right?

Esta é a imagem( a da do ida 28/06) daquilo que fui fazer,hi,hi... até logo:

http://lave-laine.over-blog.com/4-categorie-142374.html

Aqui virei sempre que deixar a cidade lá fora, atrás de mim.
O meu blog, para escrever sobre a cidade, sobre mim,sobre as teias que lanço,as que me enredam.Sobre os meus saltos no escuro. Sobre o repouso merecido depois das aventuras urbanas.E sobre o Sr A.
É o meu primeiro blog.Boa sorte para mim ;-)