terça-feira, dezembro 28, 2010

Que viva muitos anos e bons

E um dos meus desejos para 2011 e destina-se a Ferreira Fernandes. Ainda antes do final do ano, escreve mais uma cronica lapidar. Chama-lhe "Chega de indignacoes vas" e vale a pena ler.
P.S.: Peco desculpa mas continuo sem acentos.

sexta-feira, dezembro 24, 2010

Feliz Natal !


O espirito natalicio nao chegou facilmente este ano. Porem, chegada a casa, entrou pe ante pe.

Comecou com a elaboracao dos cartoes de Natal, com as mensagens. Depois , a estocada na apatia natalicia foi dada pelos aromas natalicios que comecaram a emanar da massa dos coscoroes: aguardente branca, vinho do Porto, raspa de limao e laranja.

A neve quis reter o meu Mr.A em Bruxelas, mas ele chegou, tarde mas chegou. Embora tarde chegou a tempo de relembrar que o melhor do Natal, a sua essencia e reunirmo-nos com as pessoas que nos fazem felizes. Com o bacalhau, as couves, a cenoura, o arroz doce e coscoroes a mesa, o Natal ficou completo. Feliz, rodeada de afectos. O bem-estar natalicio instalou-se.

quinta-feira, dezembro 23, 2010

Espirito natalicio cantante: Imagine

por Daniel Oliveira
no Expresso
P.S.: Sobre o mesmo assunto, ler "O BPN e a economia do crime" do blogue Ladroes de Bicicletas.

terça-feira, dezembro 21, 2010

O meu sentido tributo a polulacao portuguesa...

...por suportar e sobreviver a estes telejornais de caca.
Chegada a patria no Sabado (e num computador sem acentos) regressei por momentos a rotina dos telejornais. Como e que alguem aguenta a desfacatez de quem vende a suposta pobreza reinante, a miseria e cataclismo iminentes?! Tudo em tom constante de tragedia. O cumulo, de fazer chorar as predras da calcada, foi uma reportagem sobre os paises do sul da zona euro, onde essencialmente ninguem faz compras. Assim, o pior ano das ultimas decadas (pior que os anos 90,seguramente, mas e os anos 80 ou 70?!). As pessoas ja nao compram lagosta, continuava a reportagem num mercadinho de Roma , nem tampouco prendas.
Eu so espero que ninguem veja esta porcaria num pais em que de facto a fome e a pobreza tenham as proporcoes que por aqui se apregoam. Porque e obsceno.
Decidi deixar de os aturar. Basta-me ler alguns jornais online. Para o resto quero sair a rua e ver com os meus proprios olhos...o mar insuportavel de gente que teimosamente enche as ruas e as lojas.
A situacao e dificil, sem duvida e vai continuar durante os proximos tempos (anos). Mas a proporcionalidade e seriedade sao, por isso mesmo, tao necessarias. Chega de melodramatismos estupidificantes.

quinta-feira, dezembro 16, 2010

Sabedoria Zen II

"Si tu ne trouves
pas la vérité à
l'endroit où tu es,
où espères-tu
la trouver?"
Dôgen.

Induzir em erro ou a arte de mal informar

Lê-se este título no Jornal de Notícias de ontem: "Parlamento Europeu aprova orçamento da União Europeia para 2011 ".
O orçamento comunitário é aprovado pela autoridade orçamental que é composta pelo Conselho - os estados-membros representados pelos seus ministros , liderados pela presidência em exercício, neste caso a belga - e o Parlamento europeu. Têm ambos que chegar a acordo, o que acontece após negociações mais ou menos renhidas (em tempos de vacas magras tendem a ser mais renhidas). As conciliações (nome dado a estas negociações) ocorrem no edifício do Conselho. Depois do acordo ser alcançado, a aprovação do orçamento é oficializada numa reunião do Conselho.
Perante estes factos, que sentido faz o título e sobretudo a foto que acompanha o artigo: uma imagem do hemiciclo do PE?

quarta-feira, dezembro 15, 2010

Já não pode uma pessoa trabalhar até às tantas

Hoje estou com a sensação de que fiz um vôo transatlântico. Não estou com jetlag , mas podia estar. Trabalhei até às 3h e picos da madrugada.
Chegada à blogoesfera leio umas coisa sobre bicos de galinhas , crianças e migalhas de pão e presidenciais...?! Wtf!
No mesmo dia e na mesma blogoesfera fico a saber graças ao blog Fado Positivo que o PiB per capita português converge com a média europeia .

terça-feira, dezembro 14, 2010

Vale muito a pena ler III

500 euros, de Pedro Lains.

segunda-feira, dezembro 13, 2010

Vale muito a pena ler II

A entrevista a Mário Soares no i de hoje.

Destaco o seguinte:


"Portugal - e a Espanha, se possível em conjunto - devem fazer ouvir a sua voz na União. A Península Ibérica, no seu conjunto - com os falantes lusos e hispânicos - representam mais de um décimo da Humanidade. Não podemos deixar-nos dominar por uma senhora Merkel ou por um senhor Sarkozy, que estão em matéria europeia a perder o norte, como escreveram Helmut Schmidt e Jacques Delors, em entrevistas recentes. (...)
Mas como é que Zapatero e Sócrates deviam fazer? Chegar ao Conselho Europeu e falar?

Não precisam do Conselho Europeu. Aliás, nunca se resolve grande coisa nas reuniões do Conselho Europeu... Bastar-lhes-ia fazer uma declaração comum, que fosse obviamente clara e bem divulgada na comunicação social europeia, chamando a atenção para que a crise é global e europeia e a União deve definir, quanto antes, uma estratégia concertada para a vencer.

Mas porque é que ainda não o fizeram?

Reagir, em termos europeus, implica lançar um debate europeu, que chegue à opinião pública europeia. Em democracia, a pressão da opinião é a única que os políticos respeitam. Porque temem perder votos... Espanha e Portugal têm excelentes relações. Zapatero e Sócrates são amigos pessoais! Uma declaração comum dos dois dirigentes dos respectivos Governos, e ambos socialistas, tem o seu peso. A União Europeia não pode fechar os olhos à Península Ibérica. Porque se os fechar, a seguir vem a Itália, que é um membro fundador, os Estados do Benelux e por aí adiante..."

Vale muito a pena ler

Este post do embaixador Francisco Seixas da Costa sobre o Wikileaks.
P.S.: Link do página do El País online com telegramas mais recentes relativos a Portugal e políticos portugueses. Link com o artigo propriamente dito.
Confesso mais uma vez não ver nada que me surpreenda (à excepção da história do BCP e do Irão...). Portugal está integrado na Nato, é pro-atlantista e pro-europeu,é um país de dimensão reduzida, tem necessidade de diplomacia ágil e inteligente para se proteger. Alguns prefeririam que se aliasse a outros "amigos". São questões ideológicas. Portugal faria o mesmo com outros aliados, essa seria a única diferença, deixemo-nos de hipocrisias.
A análise dos diplomatas norte-americanos parece-me essencialmente correcta. Luís Amado liderou de facto a defesa do acolhimento de presos de Guantanamo junto dos seus homólogos europeus. Será bom recordar que essa iniciativa visou por termo à vergonha que ocorreu em Guantanamo durante anos.

sábado, dezembro 11, 2010

Sabedoria Zen

Ne cédez jamais
par lassitude,
mais toujours
par conviction.

sexta-feira, dezembro 10, 2010

Uma sala inteira a aplaudir é uma grande homenagem

"For there is no force that can put an end to the human quest for freedom", Liu Xiaobo, Dezembro de 2009.
Liu Xiaobo também é a China, uma China. Essa China teve hoje uma ovação na cerimónia de entrega dos Nobel . E teve pessoas a manifestar-se em Pequim. Essa China também existe.

Vale muito a pena ler

Esta entrevista a Maria João Rodrigues no DN de hoje.

quarta-feira, dezembro 08, 2010

Vale muito a pena ler

"Pisa- A evolução" de Palmira F. Silva no Jugular. De salientar, no último parágrafo o reconhecimento do valor de Maria de Lurdes Rodrigues.
Confesso ter tido algumas discussões mais acesas a propósito das reformas defendidas e levadas a cabo por MLR. O maior obstáculo a qualquer troca de ideias era a convicção de que a ex-ministra não sabia o que estava a fazer, aquilo nunca resultaria em Portugal (o complexo de inferioridade sempre muito arreigado), que era mau, que não , que ela só queria o mal dos professoras (esta visão maniqueísta , particularmente infantil). Comecei por dar o benefício da dúvida às políticas do Ministério da Educação de então ao constatar que o/os métodos usados até à altura não tinham dado os resultados desejados, daí que, mudar de método fosse uma pista a seguir. Depois fui ler, fui informar-me. Reflecti igualmente na minha experiência profissional e conhecimento de sistemas de ensino noutros países.
Resultado: achei que fazia sentido. Se ia funcionar? Não fazia ideia, mas valia a pena tentar, quem não arrisca...
Moral da história, em vez desta tremenda resistência à mudança, por que não dar o benefício da dúvida? Ler, procurar estudos sobre o assunto, ouvir quem propõe o quê e porquê. Em suma , abertura de espírito. Não significa que se aceite tudo sem espírito crítico. Não, é o oposto, aceitar genuinamente examinar todas as possibilidades medindo prós e contras.

terça-feira, dezembro 07, 2010

Dia de boas notícias

OCDE elogia política educativa nacional
Alunos portugueses melhoraram na língua, matemática e ciências, segundo a OCDE
no Público de hoje.

Famílias pobres portuguesas são das menos endividadas da zona euro. retirado do blogue Fado Positivo.

Rui Pedro Soares e Emídio Rangel vão lançar novo semanário no início de 2011.
no Público de hoje. Esta notícia é potencialemente boa pelo que poderá trazer de equilíbrio na abordagem ideológica da imprensa portuguesa e pela qualidade. Contudo, tudo isto está por confirmar. Oxalá se verifique.

É assim que se faz

Já várias vezes aqui escrevi sobre a percepção errada que podemos ter de realidades desconhecidas quando elas nos chegam pelos jornais e/ou televisão. A descrição recentemente feita de Portugal nos media internacionais pecou por exagerar estereótipos e ideias feitas, quantas vezes surgidos noutra década.
Sabendo nós que a informação é poder e que é nela que se baseiam os mercados, parece-me preocupante que eles ainda pensem que as nossas exportações estão a cair, dependemos fortemente do sector têxtil, etc...

O que fazer? Bom, uma ofensiva mediática usando vários actores no terreno é o que pode e deve fazer qualquer país. Nessa linha, o embaixador português em Paris, Francisco Seixas da Costa, deu uma entrevista recentemente à radio BFM :
aqui.
Pelo menos apresentam-se as duas versões dos factos.

sexta-feira, dezembro 03, 2010

Produtividade - tentar perceber o nosso problema II

"Sejam modernos, senhores patrões. E económicos." conclui Pedro Lains no seu post intitulado "Subam o salário mínimo!". Clicar no link para ler o post na íntegra.

Produtividade - tentar perceber o nosso problema I

no DE de hoje e segundo o estudo "Desigualdades Sociais 2010"

quarta-feira, dezembro 01, 2010

Ele conhece-nos bem...o que é de bom augúrio.

Perante a opinião negativa generalizada que temos de tudo e de todos, como se deve entender esta notícia:

OIM referencia Portugal como "bom exemplo" nas políticas de integração

no DE de hoje;

e esta:

Portugal é dos mais eficientes na despesa que faz em saúde no Jornal de Notícias de hoje.

Talvez ouvindo a explicação de Paulo Bento:

Paulo Bento: "Somos o país do 8 e do 80"

também no JN de hoje.

P.S: Na mesma linha, ler Ana Matos Pires do Jugular aqui.