terça-feira, janeiro 11, 2011

O país onde as estradas é que matam...

"As estradas de Portugal continuam a matar." escreve o Público numa artigo intitulado "Mortes na estrada voltam a subir em 2010 ".
Portugal é um fenómeno, lá as estradas é que matam. Grandes assassinas. E ninguém as prende?
Assim é também parte do nosso país alimentado pela comunicação social. É o país onde quem clama que os políticos são "todos uns corruptos" consegue simultâneamente legitimar a sua fuga aos impostos e as cunhas que lá vão arranjando um empregozito, ao filho, à prima, etc...
Onde quem comenta pesaroso estes números da sinsitralidade nas estradas, conduz simultâneamente acima dos limites autorizados onde quer que se encontre, irritando-se quando não o/a deixam ultrapassar tudo e todos, desatando numa profusão de sinais de luzes e não distinguindo que 50km até pode ser excesso de velocidade se houver nevoeiro, gelo na estrada e outras condicionantes.
Onde quem se indigna com os valores do défice e dívida pública continua a gastar mais do que o que tem e a não poupar um euro, certo/a que está de que carros novos são essenciais, telemóveis de última geração também, roupas da marca X também e assim por diante.
Portugal não é só "este país", mas também é e ainda é muito. "Este" ainda é o país em que o uso da língua portuguesa denuncia a omissão que fazemos de nós próprios em quanto sujeitos das nossas acções. São sempre os outros, nem que sejam estradas.
Devo ter muita sorte, ainda nenhuma estrada me atacou, se rebelou, se virou contra mim. O que vejo muito nas nossas estradas são conduntores, "sujeitos activos" com uma condução agressiva, irresponsável e inadequada muitas vezes às circuntâncias do momento em que circulam.
Os portugueses continuam a matar-se e a matar nas estradas. Há portugueses que são assassinos em potência...mas não lhes querem dizer isso. No país onde imprensa e programas de informação, políticos e um cem número de comentadores se insurgem contra a falta de verdade nos discursos dos governantes, escreve-se nos jornais "que as estradas continuam a matar". Bem prega frei Tomás...

4 Comments:

Blogger claudette guevara said...

:D

terça-feira, janeiro 11, 2011 3:57:00 da tarde  
Blogger claudette guevara said...

Posso fazer link no meu facebook?

terça-feira, janeiro 11, 2011 4:01:00 da tarde  
Blogger Sofia C. said...

Claro, Claudette e não precisas de pedir. Desde que devidamente indicada a origem (e sei que o farias) podes linkar o que quiseres:)

terça-feira, janeiro 11, 2011 4:10:00 da tarde  
Blogger claudette guevara said...

Como vou só colocar o link, toda a gente vem cá dar!

;)

(Eu venho sempre aqui, e aprendo sempre umas coisas. Mas adoro o sarcasmo, a ironia e... esta forma de ser português.)

quarta-feira, janeiro 12, 2011 1:11:00 da manhã  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home