domingo, janeiro 23, 2011

Eleitora

Voltei a votar e voltou a ser uma experiência gratificante, o acto de votar entenda-se.
Apanhei um avião e vim votar a Portugal. É assim o meu sentido de cidadania. As escolhas nem sempre são fáceis, os candidatos nem sempre são inspiradores. Pode acontecer arrependermo-nos à posteriori. Acontece vencer um candidato que não era o meu. Havendo humildade, aprende-se, havendo espírito democrático aceita-se. Assumir responsabilidades, fazer escolhas, é disto que se trata. Ninguém disse que seria fácil ou perfeito. É assim mesmo que gosto. O mundo humano, real, com imperfeições, contradições. Haja vontade de olhar para ele, haja vontade de olhar para nós. A Polis é nossa.

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home