quarta-feira, novembro 03, 2010

Tentar perceber IV

Porque é que os juros da dívida continuam a subir apesar do acordo para o OE 2011?
Uma pista interessante aqui, no blogue Economia Política de JP Santos.
P.S.: Mas há outras pistas. Por exemplo este post do blogue The Irish Economy (via Blogue Existo) e este intitulado "O que querem os mercados" do próprio Blogue Existo.
P.S.2: Outra pista ainda aqui, encontrada no blogue Visto da Economia de Helena Garrido.

5 Comments:

Anonymous miguel carvalho said...

Curiosamente, tanto nesse post do Vista da Economia como noutro post do Economia Política tinha deixado um comentário sobre o tema. Basicamente os juros irlandeses têm um comportamento demasiado semelhante ao português, para que a evolução de ambos tenham causas internas.

quarta-feira, novembro 03, 2010 5:39:00 da tarde  
Anonymous miguel carvalho said...

Na realidade foi o meu "alter-ego internético" que deixou o comentário.

quarta-feira, novembro 03, 2010 6:19:00 da tarde  
Blogger Sofia C. said...

Miguel Carvalho,

Obrigada pelo complemento e deixe-me dizer que o seu alter-ego internético é bem-vindo.:)

As causas internas parecem-me estranhas dado que vivo fora de Portugal e passo a vida a ouvir relatos semelhantes ao do nosso país mas em relação a outros. Acredito que as fraquezas de cada país prejudiquem a recuperação e determinem mesmo a recuperação, mas para já, nem sequer noto grande diferença a esse nível. Mas bom, é verdade que sou leiga na matéria.

quarta-feira, novembro 03, 2010 6:35:00 da tarde  
Blogger Sofia C. said...

Ok, percebi agora o comentário do alter-ego, lol, en relação ao Visto da Economia. Mas também é bem-vindo por aqui, claro.

quarta-feira, novembro 03, 2010 6:37:00 da tarde  
Anonymous miguel carvalho said...

Eu também vivo fora de Portugal, há 5 anos, mas com a internet praticamente não o sinto.

Quanto a relatos semelhantes noutros países, eu tenho uma listinha à qual vou juntando semanalmente esses relatos que vou ouvindo. Acho que quando voltar, vou imprimir por termas, meter num bolso (numa pasta grande, que não cabe num bolso) e usá-la sempre que ouvir algo começado com "só neste país".

quinta-feira, novembro 04, 2010 12:48:00 da manhã  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home