sexta-feira, novembro 26, 2010

Completar unindo os pontinhos...

Anteontem o Le Monde publicou um artigo sobre Portugal, país que descrevia como estando em recessão, com problemas de gestão orçamental semelhantes aos da Grécia, com dificuldades económicas por causa do sector têxtil que pena em fazer face à concorrência da China (eu juro que isto estava lá escrito, a 24/11/2010).
Ontem o Banco Central Alemão comentou a situação portuguesa, alegando estar em sérias dificuldades essencialmente porque os erros de gestão orçamental foram semelhantes aos gregos, embora seja diferente da Irlanda, os bancos estão melhores, etc...
Hoje o Financial Times alemão refere a probabilidade crescente de Portugal recorrer ao Fundo Europeu+FMI e que está a ser pressionado nesse sentido.
Que importa o nosso défice de 2,6% em 2008 quando o alemão ainda era superior a 3% e os gregos mentiam com os dentes todos para que ninguém desse com os défices astronómicos?
Que importa o nosso sector têxtil já ter levado com a rabecada chinesa há mais de 10 anos e já nem ter um peso tão importante na nossa economia, economia essa que por sinal vai crescer mais este ano do que estava previsto inicialmente (dados da OCDE) e cujas exportações têm vindo a crescer trimestre após trimestre?
Que importam as duras medidas já tomadas e previstas no OE para 2011, no sentido daquilo que nos exigiam?
Nada, tudo isto importa pouco. E não acredito sequer que esta seja estritamente a vontade dos mercados. Os mercados seguem a onda do momento, aproveitam as vagas que nós próprios ajudamos a criar. Mas aqui na Europa não há idiotas. Há uma direita ultraliberal que identificou uma oportunidade para impor as suas regras sem esses empecilhos votados pelos respectivos povos, chamados governos que provavelmente não farão tudo o que quer nem tão rapidamente.
Há governos e líderes políticos com falta de estatura, que hipotecam o futuro da construção europeia e dos respectivos estados-membros, uns por interesses políticos nacionais outros porque ideologicamente não lhes interessa uma europa cada vez mais integrada.
Quando são as próximas eleições legislativas na Alemanha? E em França?
Quem dirige a Comissão?

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home