domingo, junho 06, 2010

O motor volta a trabalhar

Descobri no Expresso online uma entrevista de Steffen Kampeter sobre a actual situação do euro e o que é necessário mudar no PEC para que não volte a acontecer. A entrevista é interessante e pode ser lida aqui.

Reproduzo uma passagem importante e que parece fazer o que eu desejei aqui :

"O que correu mal?
Todos os países europeus, principalmente na zona euro, viveram acima das suas possibilidades e confiaram demasiado na dívida. Foi a ilusão do dinheiro fácil. Agora todos os países têm de voltar à realidade de que só se pode gastar o que se tem. Este processo é penoso em toda a Europa mas é necessário. Precisamos da confiança da população e dos mercados, além de condições estáveis no futuro. "

Todos os países diz Kampeter. Ora aí está o que eu queria ouvir. Thank you mister Kampeter, obrigada Alemanha, agora sim recomecemos o trabalho onde o deixamos.

Ouvir uma defesa económica e política da UE por um representante do partido de Angela Merkel é tranquilizador. É inspirador.

A Alemanha já anunciou em vários jornais internacionais que vai propor um PEC e um PDE (procedimento de défice excessivo) mais rigorosos e com sanções a doer. Aproveito para esclarecer quem não saiba que o PEC e PDE são também utilizados enquanto conceitos genérios, que depois se podem aplicar individualmente a cada país, pelo que o Kampeter se está a referir a esses e não ao nosso específico.

A vinda de Kampeter a Lisboa mais não é do que um contacto junto do nosso governo, como seguramente junto de muitos outros para preparar o terreno (entenda-se sondá-lo) e contar com o apoio na hora de votar essas propostas.
E o que destaca o Expresso em título e subtítulo do video introdutório da entrevista (aqui)? Que o PEC não é eficaz ( o uso de PEC sem mais induz em erro levando muitos a pensar que se trata do nosso PEC especificamente) que ele veio a Portugal para consultas sobre a situação política e finaceira portuguesa. Perdoem-me a franqueza mas alguns jornalistas tomam-nos por burros e não primam pela inteligência também. Já terão ouvido falar da reuniões do eurogrupo que se realizam regularmente em Bruxelas e que servem para que todos os países da zona euro se informem sobre o estado em que se encontram? Sabem quantas vezes Sócrates se encontrou com Merkel desde que a crise se declarou? Sabem que cabe à Comissão europeia vigiar a situação dos estados-membros e aplicar-lhes sanções? É porque não sabem que o nosso jornalismo é manipulador, desonesto quando não é simplesmente asinino (perdoem todos os bons profissionais, não os viso agora obviamente).

O bando de eternos frustrados ignorantes que ocupam a maioria dos comentários dos jornais lançou-se à suposta "verificação das nossas contas pelo senhor Kampeter" como gato a bofe. Há leitores que merecem o jornalismo que por vezes temos. Nem podia ser de outra forma.

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home