quarta-feira, agosto 13, 2008

Apontamentos em pleno Verão

Vou deixar aqui algumas refelxões que me ocorreram e que poderei querer rever depois do Verão.

1a: A propósito da guerra na Geórgia. Tenho de aprofundar os meus conhecimentos da região. Tenho lido e ouvido sobre o assunto. Há quem refira o ressurgir da Rússia, o rugir do urso. Será? Não sei, provavelmente mais no nosso imaginário do que na realidade. Desconfio da recuperação do poderio militar da Rússia. Afinal tão grande e mostra a sua força atacando a Geórgia, ou seja um anão do ponto de vista geográfico e militar (quando comparada com a Rússia). Com a Ucrânia é que ela nunca se meteu assim, apesar das pressões energéticas.
Acho que a grande arma de pressão russa é ainda a energia. O resto parece-me bluff, enfim, veremos... Entretanto o sentimento pró-ocidental no leste reforça-se, a UE volta a parecer mais apetitosa. às vezes há quem se esqueça das vantagens...

2a: Estou de volta a Portugal. O tempo tem estado excelente. Excelente para mim, na radio diziam ontem que estava "pouco desconfortável". Deixa-me rir. Uns tempinhos em Bruxelas e isso passa-vos. Voltei ao meu "regime" jogging, mergullho no mar, sesta, passeios. As melhores coisas da vida são tão simples, haja capacidade para apreciá-las.

3a: A semelhança da Bélgica também cá tento evitar ao máximo repartições públicas. Desta vez não pude evitar, tenho de renovar documentos. Haverá profissionalismo, eu não tive a sorte de o encontrar no Registo civil das Caldas. Ainda se ouve muito o tom de desprezo e arrogância dedicado aos utentes. O ar também é de surpresa quando alguém dá a entender que aquele tom não é adequado nem funciona. O ar de enfado e a má vontade em estar ali são a nota dominante. Será só a mim que esta atitude parece inadmissível? Lá ficou uma reclamaçãozinha...
Aqui como lá, há quem ache que deve exercer as suas funções o melhor possível e quem pense que está a fazer um favor . Com ou sem stress tudo decorre desta atitude.

4a Pelo ramo brasileiro da família fiquei a saber que existe um fruto chamado Açaí que é um poço de vitaminas,sais minerais (nomeadamente ferro) e energia. Este Verão tenho-o procurado por onde passo. Para já em Bruxelas nada, em Lisboa encontrei um sumo e polpa de fruta. Viva a emigração brasileira. Adoro vir a Portugal e vê-lo progressivamente mais cosmopolita. Obrigada a todos os que para cá vêm e trazem consigo outra culinária, outras danças, outras línguas, outros modos de estar,outras perspectivas do que somos. Gosto da mistura.



6 Comments:

Blogger Irreligious said...

Foras armadas russas??? Isso existe?

Excluindo a força nuclear, que mesmo nos tempos da confusão económica do pós-urss continuou por razões óbvias a receber todo o dinheiro que necessitava (pesquisa: Topol M, Bulava, Borei), o Exército russo continua essencialmente a ter os mesmos equipamentos que tinha no fim da guerra fria:

MIG29 e SU27 na força aérea, com algumas novas variantes do SU27 (que não passam disso, variantes, modificações) com nomes pomposos como SU33 "Terminator", mas que sao tecnicamente o mesmo avião com quase 30 anos de serviço - Fala-se da introdução de um novo caça de quinta geração, que eventualmente irá acontencer, mas só daqui a alguns anos, e nunca em grandes quantidades.

No exercito.. nada de novo.

Na marinha, estão agora a lançar novos submarinos, mas estão apenas a substituir velhos modelos, nao estão a aumentar a sua capacidade.

Moral da historia: Militarmente, a Russia não está nem perto da ex-URSS em termos de armas convencionais em quantidade, nem perto das forças ocidentais em qualidade - Obviamente tem uma liderança com experiencia, soldados bem treinados e experientes (ver chechenya), mas quer-se dizer, pintar um grande papão russo é estar no mínimo a exagerar.

De qualquer modo, a russia só está a fazer na Georgia o que o ocidente fez na servia, por causa do kosovo: Bombardear um pais pequeno para proteger uma minoria etnica.

terça-feira, agosto 19, 2008 6:58:00 da tarde  
Blogger Irreligious said...

http://www.areamilitar.net/noticias/noticias.aspx?nrnot=618

Ai que medo do grande papão Russo 0:)

(Curiosamente, e isto é a minha opinião pessoal, a Russia devia armar-se e bem, e com o apoio do Ocidente - Um dos cenários geoestratégicos de Pesadelo é uma invasão da Russia pela China, e dos Chineses ninguem sabe nada. Só que andam a gastar muito em defesa - Os Russos fizeram um pequeno exercicio militar conjunto com os Chineses - Não há muita informação dai, até porque pelos vistos, os Chineses não deixavam tirar fotos de nada (quer-se dizer, isso é normal, mesmo entre os soldados). Absoluto secretismo.

quarta-feira, agosto 20, 2008 7:11:00 da tarde  
Blogger Irreligious said...

E porque não há duas sem três...

http://www.spiegel.de/international/world/0,1518,574812,00.html

(O der spiegel é o máximo)

quarta-feira, agosto 27, 2008 8:29:00 da tarde  
Blogger S said...

Irreligious,

Tenho andado preguiçosa aqui no blog mas queria agradecer os teus comentários que vieram confirmar o que eu pensava só que de uma forma muitooo mais fundamentada.

Já agora, vou aproveitar para colocar o link do artigo do Der Spiegel num post. É mesmo muito bom, obrigada. Sofia

quinta-feira, agosto 28, 2008 12:28:00 da manhã  
Anonymous wholesale jewelry said...

haha

quarta-feira, dezembro 31, 2008 9:29:00 da manhã  
Anonymous 蚌埠斗地主棋牌游戏中心 said...

Can not think of a different culture, for some things, will also share the same view!

segunda-feira, janeiro 05, 2009 1:28:00 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home