sexta-feira, julho 04, 2008

E que tal amadurecermos politicamente?

Chegada esta altura da legislatura começa a já conhecida lenga-lenga do "está a fazer campanha", sempre com um tom de reprovação implícito. O primeiro-ministro "está a fazer campanha", tss,tss, a líder do maior partido da oposição está a fazer campanha, tss, tss e assim por diante.
Ora as regras do jogo são conhecidas:
Quem conhece o funcionamento dum sistema democrático sabe que os governos e oposições são resultado de eleições. Para se ser eleito para uma assembleia ou governo há que ganhar um determinado número de votos. Quem vota são os eleitores de acordo com a sua cosnciência. A sua consciência é o resultado do juízo que fazem dos candidatos. Daí que estes para serem eleitos se esmerem por parecer merecedores do voto.
Tudo muito óbvio. Em qualquer país que conheço existem estes ciclos: período de graça, fim do período de graça, governação em velocidade cruzeiro com alguns momentos difíceis, pré-campanha, período do tabú, campanha a sério. Isto, claro está, quando tudo corre bem e não quando acontece não haver período de graça, ou quando alguém se pira quando era suposto começar a velocidade de cruzeiro.
As regra são estas, conhecendo-as utilizamos o que é dito e feito para ir formando a nossa opinião.
Por favor, deixem-se é de exclamações quais virgens ofendidas: "estão a fazer campanha". Parece que foi ontem que entraram num regime democrático.

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home