segunda-feira, março 10, 2008

Lobotomia radiotelevisiva II

No mesmo Jornal da Tarde surge uma resportagem sobre os óculos que se vendem em farmácias e lojas chinesas. Óculos com pequena graduação e sem receita médica. A jornalista começa por chamá-los óculos das lojas dos chineses, apesar de depois focar também uma loja oriental de outra origem (indiana, talvez) e uma farmácia onde aliás entrevista uma farmacêutica (caucasiana, já que a reportagem puxa para essa diferenciação). A farmacêutica refere a diferença entre aqueles óculos e os de receita médica, um oftalmologista posteriormente faz a mesma distinção, indicando que os óculos em si não fazem mal, podem é levar quem os compra a ignorar problemas mais graves.
A jornalista conclui que o uso daqueles óculos nos pode deixar de olhos em bico, não por serem comprados nas lojas dos chineses mas por fazerem mal.
Enfim, por onde começar, pela estupidez da comparação? Pelo tendencioso da insistência nas lojas dos chineses quando o mesmo produto se vende em todas as farmácias? Pelo comentário no mínimo deselegante ao falar de olhos em bico num contexto de doença? Pelo facto de em parte alguma dos óculos se alegar que eles pretendem ser o que não são? Falta melhor informação do consumidor? Muito bem, melhore-se, mas não é preciso dar uma volta tão grande. Se calhar isto não chama a atençao de ninguém, é tudo normal. É por estas e por outras que faz muito bem uma estadiazinha fora . Outras perspectivas, outras questões, vestir a pele de quem é diferente, enfim...

2 Comments:

Blogger Sinapse said...

Dáles, Mulher Aranha, dáles forte!!

;)

terça-feira, março 11, 2008 2:41:00 da tarde  
Blogger S said...

Sinapse,

LOL, e é que dou ;-)

terça-feira, março 11, 2008 8:06:00 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home